Deixe um comentário

Textos usados na reunião de liderança em 12/01/2012

Uma Grande Obra por Meios Humildes

A impressionante característica das operações divinas é a realização da maior das obras que podem ser realizadas no mundo com muito humildes meios. É o plano de Deus que cada parte de Seu governo dependa de outra parte, o todo como uma roda dentro de outra, operando em perfeita harmonia. Ele movimenta as forças humanas, fazendo Seu Espírito tocar as invisíveis cordas, e a vibração se faz ouvir até às extremidades do Universo. Manuscrito 22, 1897.

O Resultado da Ordem e da Harmonia de Ação é o Bom Êxito 

Deus é um Deus de ordem. Tudo que se acha em conexão com o Céu, está em perfeita ordem; a sujeição e a perfeita disciplina assinalam os movimentos da hoste angélica. O êxito apenas pode acompanhar a ordem e a ação harmoniosa. Deus requer ordem e método em Sua obra hoje, não menos do que nos dias de Israel. Todos os que estão a trabalhar para Ele devem fazê-lo inteligentemente, não de maneira descuidada, casual. Ele quer que Sua obra seja feita com fé e exatidão, para que sobre ela ponha o sinal de Sua aprovação. Patriarcas e Profetas, pág. 376. 

Seguir um Plano Organizado 

É essencial trabalhar com ordem, seguindo um plano organizado e um alvo definido. Ninguém pode instruir devidamente a outros, a não ser que cuide que o trabalho a ser feito seja realizado sistematicamente e em ordem, de maneira que seja terminado no tempo próprio. …

Planos bem definidos devem ser francamente apresentados a todos os que tenham que ver com eles, e deve haver a certeza de que tenham sido compreendidos. Então, exigi que todos os que se encontram na direção dos vários departamentos cooperem na execução desses planos. Se este certo e radical método for devidamente adotado e seguido com interesse e boa vontade, então se evitará muito trabalho feito sem qualquer objetivo definido, bem como muito atrito desnecessário. Manuscrito 4, 1887.

Planos Bem Compreendidos 

O trabalho em que estais empenhados não pode ser realizado, a não ser mediante forças que são o resultado de planos bem compreendidos. Carta 14, 1887.

Previsão, Ordem e Oração 

É um pecado ser descuidado, sem ideal e indiferente em qualquer trabalho em que nos empenhemos, mas especialmente na obra de Deus. Cada empreendimento relacionado com Sua causa deve ser realizado com ordem, previsão e fervorosa oração. Review and Herald, 18 de março de 1884.

Perfeição e Presteza 

Será fácil cometer graves faltas, se o negócio não for considerado com inteligente e forte atenção. Conquanto o principiante ou aprendiz seja dinâmico, se não houver, nos vários departamentos, alguém que superintenda, alguma pessoa devidamente qualificada para seu trabalho, então haverá falhas em muitos sentidos. À medida que a obra cresce, será impossível, mesmo ocasionalmente, adiar trabalhos de um dia para outro. O que não se faz no devido tempo, seja nos assuntos sagrados ou nos seculares, corre o grande risco de ficar sem ser feito de maneira alguma; de qualquer maneira, tal trabalho nunca pode ser tão bem realizado como no tempo devido. Manuscrito 24, 1887.

Cada um em sua Própria Esfera de Ação 

A cada homem Deus designou sua obra, de acordo com sua capacidade e habilidades. É preciso ter planos sábios para colocar cada um em sua própria esfera de ação, a fim de que ele possa obter uma experiência que o capacite a assumir responsabilidade crescente. Carta 45, 1889.

Trabalhar Como um Exército Disciplinado 

Lembremo-nos de que somos cooperadores de Deus. Não somos suficientemente sábios para trabalhar sozinhos. Deus nos fez Seus mordomos, para nos provar e nos experimentar, mesmo como provou e experimentou ao Israel antigo. Seu exército não se formará de soldados indisciplinados, impuros e erráticos, os quais representariam mal Sua ordem e pureza. Review and Herald, 8 de outubro de 1901.

Talento Para Planejar e Trabalhar 

Há necessidade de talento, bem como de capacidade para idealizar, formular os planos e trabalhar harmoniosamente. Desejamos obreiros que trabalhem, não somente pelo benefício próprio, recebendo tudo que podem receber por seu trabalho, porém que labutem com o simples objetivo de glorificar o nome de Deus, de levar avante a obra, com rapidez, em seus diferentes ramos. Esta é uma preciosa oportunidade de revelarem sua consagração pela obra do Senhor, bem como sua capacidade para ela. A cada homem é designado seu trabalho, não com o propósito de glorificar-se, mas para a glória de Deus. Manuscrito 25, 1895.

Planos Sábios Evitam Trabalho Demasiado 

Devo apelar para que os obreiros tenham suas atividades planejadas de maneira que não fiquem exaustos pelo excesso de trabalho. Carta 17, 1902.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 384 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: